quinta-feira, 22 de julho de 2010

It's a dream catcher. Catches bad dreams.



Foi no dia em que partiste que tudo à minha volta mudou. O colorido do mundo desvaneceu-se diante dos meus olhos para tudo se tornar num enorme borrão de tinta preta. Podia ter sido qualquer outra pessoa, mas não, para meu enorme desalento, foste tu. E, porque não me avisaste? Eu sei que tu sabias, tu sempre soubeste. Não dizias que tudo que havia para partilhar, por nós era partilhado? Porque raio entendeste tu que não deverias partilhar algo tão importante comigo? Que merda de mania tinhas tu de me proteger de tudo! Não se pode proteger ninguém da verdade, do inevitável. E se ias partir assim, eu queria saber, eu tinha o direito de saber. E porque deixaste tanto de ti, se te levaste de mim? Não me conformo, não consigo conformar-me com tamanha injustiça. Acorda-me de um jeitinho só teu e diz-me que foi um sonho mau, que é mentira e estás aqui. 

Bom dia, meu amor.


15 comentários:

o mesmo de sempre disse...

Tão sentido *.*
Espero que seja algo passageiro isso... (?)

o mesmo de sempre disse...

É mesmo >.<

Inês de Carvalho disse...

Finalmente voltas a este teu cantinho que tanto gosto de ler. dizes tudo (L)

Inês Sérvio disse...

adoro mesmo!

Liliana B. disse...

não podia concordar mais contigo, ninguém nos pode proteger da verdade, ou pelo menos não deve...
se tiver de ser, essa pessoa voltará, caso contrário, só podes seguir em frente, tens uma vida toda para viver. <3

Emília das Meias às Riscas disse...

as vezes nao ha motivos, há só acções.

André Santos disse...

Por vezes é nos sonhos/pesadelos que ficamos com uma melhor percepção das coisas, do mundo. Por vezes muda-nos, por vezes mantêm-nos iguais ao dia anterior.

Em relação ao teu comentário, desculpa mas vou discordar contigo. :p ; Um dia escreverei bem, não hoje nem amanhã. E sabes como é que, um dia irei descobrir que finalmente escrevo bem ?
Quando olhar para um texto meu, e dizer: "Este texto não foi feito por mim.." ;)

André Santos disse...

Ora, muito obrigado, mas deixa-me que te diga que também não escreves nada mal, muito pelo contrário :o

André Santos disse...

Concordo contigo, eu por exemplo nunca gosto do que escrevo. É mesmo muito raro gostar.

André Santos disse...

Nem mais nem menos, é isso mesmo (:

Bruna disse...

obrigada :$
ADORO ler-te, sabes bem Sarinha!
GMDT (L)

Anónimo disse...

Adorável.

sararibeirodasilva disse...

Ainda que anónimo, obrigado.

Anónimo disse...

O mesmo anónimo que gostava de saber de onde eras, lembras-te ?

sararibeirodasilva disse...

Lembro. Não me chegaste a dizer onde viste o plágio.